jusbrasil.com.br
29 de Setembro de 2020
    Adicione tópicos

    OAB Nacional homenageia advogada de 71 anos aprovada no Exame de Ordem

    Publicado por OAB - Paraná
    há 7 anos

    O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil prestou homenagem à advogada Darci Mendonça Morena, de 71 anos, recém-concludente do curso de Direito e que foi aprovada na última edição do Exame de Ordem, requisito obrigatório para o ingresso nos quadros da advocacia. Baiana de origem e moradora de Vitória, no Espírito Santo, ela já foi aprovada em três concursos públicos, trabalhou por 14 anos na Justiça Federal, foi professora primária e secretária executiva e conseguiu aprovação no Exame da OAB sem necessidade de cursinho.

    O presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado, que conduziu a sessão, afirmou que o Conselho decidiu homenageá-la por conta de sua capacidade de superação. Darci, que já era funcionária da Justiça Federal e aposentou-se quando completou 70 anos, resolveu fazer o curso de Direito interessada em conhecer mais as leis e foi aprovada no Exame de Ordem em sua primeira tentativa.

    Darci demonstrou que o Exame de Ordem é algo totalmente acessível para a seleção. No entanto, o que impressionou a diretoria do Conselho Federal foi a sua disposição de se oferecer para atuar como advogada dativa junto à Justiça Federal, afirmou o presidente nacional da OAB. Como já possui mais de 70 anos e não pode mais se submeter a concurso público, Darci Morena se ofereceu para advogar para aqueles quem não têm condições de pagar por um advogado.

    Ao agradecer a homenagem, a nova advogada afirmou que não considerou difícil o estudo e a aprovação no Exame de Ordem. Basta a pessoa se disciplinar e estudar. Eu continuei com minha vida privada, fazendo minhas caminhadas e meu pilates e estudava bastante à tarde, relatou para os conselheiros presentes. Ao falar sobre a importância do Direito, Darci Morena afirmou que as leis regem a vida de todas as pessoas, desde o nascimento à sua morte, o que torna importante estudá-las e oferecer os conhecimentos para cidadãos que não pode pagar por uma assessoria jurídica. Nossas Defensorias Publicas estão muito abarrotadas. Oferecerei esse auxílio voluntario para quem não tem como pagar, acrescentou.

    A homenagem à advogada foi feita no Pleno pelo conselheiro federal pelo Espírito Santo, Setembrino Idwaldo Netto Pelissari, que afirmou que ela presta um grande exemplo à advocacia nacional. A nova advogada tornou-se notícia nacional porque mostra a sua diferença em relação a jovens bacharéis que, ao invés de estudar para passar no Exame, estão procurando ações políticas para tirar o Exame de Ordem da obrigatoriedade, afirmou. Meus parabéns por sua luta e vitória. Este Conselho Federal sente-se honrado em recebê-la e deseja-lhe que a sua atividade em favor dos menos favorecidos seja coroada de pleno êxito.

    Fonte: Conselho Federal

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)